Ministério Toque de Fé

  • 03
  • 02
  • 01

RECADOS


03 de maio de 2015
Parabéns ao Ministério Toque de Fé por promover uma tarde de café, oração e louvor para os idosos da Vila Vicentina no ...
09 de dezembro de 2014
Quero agradecer o ministério pela festa maravilhosa, em nossa paroquia nossa senhora do Caravaggio, no morro do meio. ...
23 de setembro de 2014
Estivemos presentes no IV interdiocesano em Blumenau e
quero mais uma vez parabenizar a equipe Toque de Fé
pela ...

CIFRAS GBR


GBR

Confira um Toque de Fé dos integrantes para você:

Rafaela Casemiro
“Queria poder dizer com palavras o que sinto agora”

Comecei estas linhas não sabendo bem o que haveria de dizer. Muitas vezes, temos esse desejo de colocar algo para fora, sem distinguir exatamente o que. A nossa alma é tão profunda porque está mergulhada nos mistérios do Espírito de Deus. Há muito mais sobre nós do que conhecemos.

“Alguém entre vós está triste? Reze. Está alegre? Cante” (Tg 5,13). Lendo essa frase hoje, percebi que Deus nos propõe duas formas de expressão. Uma é a que direcionamos para fora de nós, ao mundo, aos amigos, à família e a quem mais for perto. É o canto, que se refere à partilha. E a outra é a que volvemos a Deus e que só Ele poderá acolher. São nossos gritos mudos, nossa catarse, nossa oração.

Somos comunidade e, por isso, existe entre nós – e dentro de nós – a necessidade de falar, de colocar a nossa história entre tantas outras que encontramos – e que nos encontram – pelo caminho. Estamos o tempo todo testemunhando algo. Porém, isso não significa ficar falando do passado em tom de lamentação, mas sim, mostrar aquilo que Deus operou/opera em nossa vida.

Assim como nós, os outros também são humanos. Como poderiam lidar com algo que nem nós reconhecemos dentro de nós? Na tentativa de dividir com mais alguém, às vezes, nos machucamos, nos sentimos um pouco sozinhos diante da incompreensão do outro. Mas Deus está ali/aqui exatamente para quando essa hora chegar. Não há quem queira mais ouvir nossa voz, não há quem esteja mais pronto e disposto a isso, nem que tenha a melhor palavra.

Deus, na Sua grandeza, é o Único que cabe nos cantos mais remotos do nosso coração. Se não fosse por Ele, nossos silêncios seriam apenas ecos sem nome. Nossos vazios não estariam lapidados em sentidos. Pode parecer um pouco idealista, mas Sua ação em nossa vida é concreta. Só precisamos nos habituar à oração, fazer dela não um momento específico e com hora marcada. Mas sim, algo natural e recorrente.

Deus não ouve apenas aquilo que escolhemos dizer, Ele ouve, inclusive, quando não estamos chamando.

Informativo

Cadastre seu endereço de email e receba as atualizações do site:


TWITTER